Resenha

[Resenha] “Hard To Love” – Kendall Ryan

Título: “Hard To Love”
Autora: Kendall Ryan
Serie: “Hard To Love”
Volume:
Gênero: Romance e New adult.
Ano: 2013
Nota: 5/5  ❤️

       

Existem 3 capas diferentes

Sinopse:
Cade sempre se arriscou…
Cade cuida de sua irmã mais nova e doente fazendo o que faz de melhor: lutando e estrelando em filmes adultos, o seu mais novo louco esquema para ganhar dinheiro e assim poder pagar as contas médicas crescentes de sua irmã. Quando o seu mais recente trabalho faz que com ele tenha que ser admitido na emergência de uma clínica médica ostentando uma ereção do inferno, graças à pequena pílula dada a ele pelo diretor, não consegue tirar a enfermeira bonita que cuidou dele de sua cabeça, mesmo sabendo que ela está tão fora de seu alcançe que deveria ser ilegal.

Alexa sempre jogou pelo seguro…
Cansada de ser rotulada como uma doce, inocente e empenhada estudante de enfermagem, Alexa tem procurado maneiras de quebrar a imagem de santinha que todos têm dela. Quando sua amiga sugere que ela perca sua virgindade com a estrela pornô sexy e seguramente qualificada para a missão, Alexa acha a ideia bizarra e fica mortificada. Porém quando Cade recusa a sua proposta, ela encontra-se chateada e envergonhada. Mas ela não está preparada para o que encontra quando decide procurá-lo para lhe dizer o que pensa da sua atitude idiota. Vê-lo cuidar de sua irmã mais nova mexe com seu coração, e de repente a situação não é mais apenas sobre a perda de sua virgindade, mas sobre ajudar Cade. Porque o Senhor a ajude, ela pode estar realmente se apaixonando por uma estrela pornô…”

Resenha por:

mari_botao

“O que é difícil de amar?” Em livros únicos, eu sempre gosto de interpretar o título depois que leio todo o livro.
Nesse caso, foi difícil de Cade amar Alexa. Foi difícil o amor superar as barreiras dos pré-conceitos.
Cade é orgulhoso, cuida da irmã que possui necessidades especiais e se desdobra em 5 para poder pagar todos os tratamentos médicos dela.
No pior dos trabalhos, Cade é um lutador “clandestino” e foi convidado para fazer um filme triple X, que o faria ganhar muito dinheiro. Ele acaba aceitando, toma um pouco de ”trovão azul” para animar o “menino” e depois não consegue acalma-lo.

“Rick tinha me visto no ringue de boxe várias vezes ao longo do ano anterior, e há alguns meses começou se aproximando de mim após os jogos, prometendo dinheiro se eu estivesse interessado em trabalhar para ele. Na época, eu ri. Mas as lutas trouxeram cada vez menos dinheiro e como as coisas pioraram com Lily eu decidi aceitar a oferta.”

Então, ele vai para um hospital e a enfermeira Alexa atende ele.
Ela tem uma vida boa, um coração enorme, um pouco tímida e muuuuito rica.

“Meus pais não entendiam por que eu trabalhava tão duro. Dinheiro certamente não era o motivador. Minha família tinha mais do que jamais gastaria em uma vida, mas eu queria algo mais para mim. Algo em que eu era boa e que me mantivesse ocupada. O único objetivo deles para mim, era atender a um rico e bem educado homem e tornar-me uma espécie de boa esposa, um desejo que não compartilhava. Uma vida que soava incrivelmente chata para mim. Não, obrigado.”

Claro que Alexa quase esquece a ética dos enfermeiros e confere o paciente com segundas intenções.
Eu nem imagino o que as médicas e enfermeiras devem pensar quando atendem um caso de pau duro contínuo… Ou que precisam enfiar uma injeção nele! Brincadeiras à parte, segundas intenções apenas nos livros, hein!
Já adianto, Alexa é doce, é amável e simpática. Para alguns, ela entraria na turma das molengas. No meu caso, ela entra na turma “bom coração”.
Eles acabam se encontrando em outro ambiente e os amigos sem noção de Alexa a empurram para Cade.

“— Silêncio! Você deveria me agradecer agora. Você vê, Alexa aqui é uma virgem, e que melhor presente de aniversário seria perder a virgindade com alguém hábil em dar prazer feminino? Quero dizer, você faz isso profissionalmente. — Ela empurrou para cima uma sobrancelha. — Certo?”

Depois disso então, Alexa tem a cara de pau de aparecer na casa dele e acaba conhecendo um pouco do que é o Cade de verdade.
Sim, ela já estava cheia de pré-conceitos e sim, ela só queria se mostrar indo na casa dele.
Mas, como Alexa tem um bom coração e vê a irmã dele, Lily, precisando de ajuda médica, ela, como uma boa enfermeira e com o coração de ouro que tem, resolve ajuda-los.
Então você pensa: “ Cade que é todo orgulhoso, vai aceitar tudo assim?”
Claro que tem muito trabalho a ser feito. Alexa precisou ser muito firme  para derrubar o muro de pré-conceitos que ele levantou:

“— Ouça, Lex. Você e eu nos divertimos, mas ambos sabemos que eu não posso pagar as merdas a que você está acostumada.
Spa, pedicures e jantares caros não se encaixam na minha vida. Isto tem que acabar em algum momento e quanto mais tempo passarmos juntos, mais vai doer para Lily.”

E, depois de superado isso, vem a parte quente do livro, desvirginar a mocinha!

“— Como é possível que você ainda seja virgem, docinho?
Você é sexy como o inferno.”

O que me faz gostar desse livro é que a conquista é passo a passo. Primeiro os beijos, depois mão naquilo e aquilo na mão, preliminares e depois o rompimento do lacre.
Para quem conhece a Kendall sabe do que estou falando, é muuuuito quente e muito romântico. 

Hot

“— Eu quero ouvir você gritar meu nome… — Ele sussurrou contra a minha coxa. ”

Romantic

“A reação chocada de Alexa com  aquelas pequenas cinco palavras não era bem a que eu estava esperando. Seus grandes olhos azuis ficaram presos nos meus por vários segundos antes de se fecharem. Ela balançou a cabeça.
— Não diga isso, se você não tem certeza do que sente.
Coloquei as mãos em suas bochechas, e ela abriu os olhos.
— Eu quis dizer cada palavra. Eu te amo. — Um sorriso brotou nos seus lábios e eu me inclinei para beija-la.
— Se eu tiver que sacrificar qualquer coisa para dar a você tudo, se eu tiver que mudar quem sou, o que quer que eu tenha que fazer, me diga, que eu faço. Não posso acreditar que pensei que poderia viver sem você. 
Ela olhou para baixo, um tom rosado manchando suas bochechas.
— Cade. — Ela murmurou baixinho, agarrando um punhado de lençol em suas mãos pequenas.”

Adoro esse livro, adoro essa autora e adoro as resenha da Mari ❤️‍
Meus amores, esse foi o post de hoje e espero que tenha gostado.
Até o próximo!
BJ BJ

tumblr_lmi7jcbbw21qjy44z

Facebook: 26 December
Tumblr:  26 December
Twitter:  26 December

Anúncios

4 thoughts on “[Resenha] “Hard To Love” – Kendall Ryan”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s